A mamada

Alguns dias atrás, fomos visitar um casal de amigos queridos com um bebê de 20 dias. Eles estavam comentando conosco como o bebê estava naquela rotina básica de recém-nascido, de acorda, mama, dorme 1h,acorda, mama, dorme e começa tudo de novo.

Meu marido saiu pensativo:

“_ Poxa, amor, eu não posso dar de mamar. Mas eu posso te dar apoio, te fazer massagem…

_ Pode trocar a fralda também.

_ Que pena que eu não posso dar de mamar!”

Anúncios

Um comentário sobre “A mamada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s